DSC00441A Fundação de Apoio ao Desenvolvimento e Ensino de Machado – Fadema realiza desde do começo do mês de julho cursos de qualificação profissional em mais de 14 cidades do Sul de Minas. Essa ação faz parte do Plano Territorial de Qualificação (PlanTeQ) da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego-SETE.

O objetivo dos cursos é gerar emprego e renda para população em situação de risco, sem oportunidade de emprego. Além disso, busca promover o fortalecimento do setor industrial e disponibilizar mão de obra capacitada. De acordo com diretor-presidente da Fadema, Luciano Olinto,a Fadema é a entidade executora dos cursos. Os municípios são selecionados por meio da demanda de empresas públicas ou privadas. Em seguida, é elaborada uma proposta técnica com o plano pedagógico de cada curso: carga horária, matérias, material, entre outros. Depois, o projeto é encaminhado para SETE e assim que aprovado, o contrato é firmado.

Neste segundo semestre são ofertados 27 cursos gratuitamente. Com recursos de R$510 mil disponibilizados pelo Fundo de Amparo ao Trabalho (FAT), os alunos recebem todo material usado durante a execução do curso, além de lanche e vale transporte para aqueles que moram a mais de 2 km do local onde as aulas acontecem.

Um dos cursos é o de cortador, montador e preparador de calçados na empresa Ferracini de Machado. As aulas começaram no dia 2 de julho e vão até o dia 24 de agosto. Os 40 alunos aprendem 80% de matérias específicas do curso e 20% de habilidades básicas como: cidadania, meio ambiente e empreendedorismo. A instrutora do curso, Adriany Pereira afirma que um dos objetivos do curso é profissionalizar os alunos para serem contratados, “ este curso vai possibilitar aos alunos a oportunidade de atuar no mercado de trabalho, vários deles já foram contratados pela empresa”.

Para a aluna Eveline Batista o curso vai agregar valor em seu conhecimento profissional e dar oportunidade de ter independência financeira, “ quero ser qualificada e oferecer para empresas um bom desempenho da minha parte, atendendo todas as necessidades”.

DSC00436

Jéssica Caixeta 
Ascom-Fadema 
(35)8873-2607

 

Fundação de Apoio ao Desenvolvimento e Ensino de Machado – Fadema dá continuidade aos cursos ofertados desde do início do mês de julho. Ao todo são 27 cursos em 14 cidades do Sul de Minas. Mais de 600 alunos serão capacitados. Em Coqueiral os cursos são de pedreiro e eletricista de instalações com NR-10, em Fama também de pedreiro, já em Paraguaçu de costureiro na confecção em série.

As aulas tiveram início no dia 2 de julho e irão até 15 de setembro. O objetivo dos cursos é gerar emprego e renda para população em situação de risco, sem oportunidade de emprego. Além disso, busca promover o fortalecimento do setor industrial e disponibilizar mão de obra capacitada. De acordo com diretor-presidente da Fadema, Luciano Olinto,a Fadema é a entidade executora dos cursos. Os municípios são selecionados por meio da demanda de empresas públicas ou privadas.

  

coqueiral

Curso de qualificação profissional de pedreiro em Coqueiral

 fama

Curso de qualificaçao profissional de pedreiro em Fama

 

paraguacuCurso de qualificaçao profissional em costureiro na confecção em série em Paraguaçu

 

A Fadema certificou na última semana, no dia 4 de setembro, duas turmas do curso de capacitação profissional em costura industrial na cidade de Machado. Essa ação faz parte do Plano Territorial de Qualificação (PlanTeQ) da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego – SETE e é financiado pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). E na cidade de Machado contou com a parceria da Incubadora de empregos da Prefeitura Municipal e FC Confecções.

Foram 26 alunos que receberam do diretor-presidente da Fundação, Luciano Alves, os certificados por 180 horas de curso. As aulas tiveram início no dia 2 de julho e terminaram dia 4 de setembro e foram divididas em duas etapas: 80% de matérias específicas do curso e 20% de habilidades básicas como cidadania, meio ambiente e empreendedorismo. O principal objetivo foi disponibilizar ferramentas para inserir os profissionais no mercado de trabalho.

Para o diretor-presidente da Fadema, Luciano Alves, por meio desta ação é possível reforçar o potencial de qualificação de mão de obra para os municípios do Sul de Minas.

 CIMG1271

DSC00476A Fundação de Apoio ao Desenvolvimento e Ensino de Machado – Fadema, oferta neste semestre dois cursos de capacitação na cidade de Alfenas, com uma turma de Eletricista de Instalações e duas turmas de Costureiro a máquina na confecção em série. Os cursos fazem parte do Plano Territorial de Qualificação (PlanTeQ) da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego-SETE.

As aulas tiveram início no dia 9 de agosto e terminarão no dia 9 de setembro. Os alunos são contemplados com todo material usado durante a execução do curso, além de lanche e vale transporte para aqueles que moram a mais de 2 km do local onde as aulas acontecem. As aulas são divididas em duas etapas: 80% de matérias específicas do curso e 20% de habilidades básicas como cidadania, meio ambiente e empreendedorismo.

A instrutora do curso de costureiro, Marlene de Castro, afirma que o objetivo é ensinar às alunas a costura de maneira industrial para que elas aprendam todas as operações e estejam prontas para o mercado de trabalho. “Elas já aprenderam a manusear a máquina, os tecidos e a parte de produtividade. É preciso saber todas as etapas para depois realizar o trabalho com rapidez,” afirmou Marlene.

Para a aluna Sirlene de Souza o curso é oportunidade de aprender mais. Ela já trabalha em uma empresa de costura em série, mas em outra área e após o término do curso, pretende começar a trabalhar com a costura, “Eu aprendi a desenvolver a produção em série, tanto na teoria, quanto na prática e depois da capacitação poderei atuar nessa área”.

DSC00491Já o curso de Eletricista de Instalações acontece no Presídio Municipal de Alfenas. O diretor de segurança do presídio, Rafael Danziger, explica que 25 detentos participam do curso. Os alunos foram selecionados de acordo com o bom comportamento, análise da documentação e do andamento processual, além de exames psicológicos e físicos.

Durante a semana as aulas são teóricas e no sábado os alunos são ensinados na prática, totalizando 200 horas de curso. Rafael comenta os benefícios para os detentos: “A cada 12 horas de estudo, é concedido um dia a menos de pena. Ao final do curso, eles terão 16 dias de remissão. Além disso, o curso é importante para a ressocialização, eles já saem com uma certificação reconhecida e prontos para trabalhar”.

A aluna do curso de Eletricista de Instalações, Elaine Miranda diz que o curso é uma oportunidade de aprendizado que ela poderá usar depois que cumprir sua pena. Wagner Aparecido do Carmo também considera o curso como um estímulo, “esse curso é uma ótima oportunidade para voltar a sociedade e ter uma profissão, é uma porta para uma nova vida”, falou

.DSC00484

O IFSULDEMINAS - Campus Machado promove mais uma vez, em parceria com a FADEMA, o Curso de Classificação e Degustação de Cafés. O curso acontecerá no Centro de Excelência do Café, na cidade de Machado, no Sul de Minas Gerais, coração da produção brasileira de bons cafés. A filosofia do IFSULDEMINAS é ofertar cursos de capacitação para produtores e outros profissionais do café, a um custo abaixo do praticado no mercado, ministrados por profissionais certificados e em um espaço que conta com o diferencial de possuir toda a cadeia produtiva - desde as lavouras, processamento, torrefação industrial, laboratórios de torra e degustação e cafeteria..

O objetivo do curso é valorizar o tema café: Capacitar o aluno para que tenha noções sobre classificação da matéria prima e a qualidade da bebida do café através dos sentidos: audição, visão, tato, olfato e paladar.

Programação:

Data: 21 a 24 de novembro

Carga horária: 32 horas/aula canada cialis generic

Horário: 8h às 12h / 14h às 18h

Local: Centro de Excelência de Café
Investimento: R$250

Instrutor: Prof. Dr. Leandro Carlos Paiva – Eng. Agrônomo, Doutor em Fitotecnia com especialização em Cafeicultura, Coordenador do Curso Superior de Tecnologia em Cafeicultura, atua na área de Qualidade de café

Para saber mais sobre os cursos e se inscrever basta entrar em contato com a FADEMA Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / (35) 3295-9727 / (35) 3295 9728.

A Fundação de Apoio do Desenvolvimento e Ensino (Fadema) oferece na cidade de Machado 12 cursos de qualificação profissional. As áreas são: costureiro a máquina na confecção em série, cortador de calçados, preparador de calçados, eletricista de instalações com NR-10, montador de calçados, embalador a mão. Os cursos fazem parte do Plano Territorial de Qualificação (PlanTeQ) da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego - SETE.

Os primeiros a receberem os certificados, no último dia 24, foram os alunos do curso de capacitação em preparador de calçados. Foram 180 horas de aulas, ministradas na empresa Ferracini. A instrutora do curso, Adriany Pereira, afirma que o curso foi bem aproveitado. “Os alunos serão contatados e no dia 10 de setembro começarão a trabalhar na empresa. O curso é importante, pois os profissionais já entram na Ferracini sabendo como devem trabalhar”.

Um dos cursos que está em andamento é o de Embalador a mão. São 20 alunos que aprendem na prática a realidade de um supermercado e todos os setores de atuação como: embalagem de produtos fracionados, processo de separar as mercadorias para embalar, embalagem na área de frutas e verduras, açougue, padaria, frios e embalagem no caixa.

As aulas, que acontecem no Supermercado Cristal, tiveram início no dia 23 de julho e terminam no dia 4 de setembro com instrução de Evantuir Rabelo Meloto. O instrutor afirma que a empresa pretende admitir parte dos alunos capacitados e explica que com o curso é possível aprender antes de já estar trabalhando, “é importante para o profissional esta capacitação, pois ele já chega à empresa conhecendo a realidade de trabalho e quais funções poderá executar”, concluiu. O aluno Caio Luiz diz que está aprendendo como deve embalar em cada setor de um supermercado, pretende trabalhar na área e crescer profissionalmente.

Outro curso é o de preparador de calçados com aulas na empresa JMJ. O curso vai até o dia 9 de setembro. A instrutora Sirlene de Moura diz que os 17 alunos aprendem o básico do pesponto e colação do sapato. O objetivo é aproveitar a mão de obra qualificada em sua empresa. Florêncio Matheus Siqueira, aluno do curso, tem como principal alvo ser contratado após o término da capacitação, “essa experiência tem sido ótima, minha intenção é ser contratado, ter um salário fixo. O curso é importante por conta da certificação, para melhorar o currículo”.

ferracini1

Fadema certificou alunos na empresa Ferracini no dia 24 de agosto.

DSC00499

Embalador a mão no supermercado Cristal.

 DSC00506

A Fundação de Apoio ao Desenvolvimento e Ensino de Machado - Fadema foi credenciada, no último dia 21 de novembro, pelo secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, Carlos Afonso Nobre, como Fundação de Apoio ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais para o período de dois anos.

A Fadema foi criada no dia 9 de fevereiro de 1999, instituída pela Cooperativa Escola dos Alunos do IFSULDEMINAS - Câmpus Machado, onde tem a sua sede e oferece estrutura para a execução de seus objetivos que são promover e apoiar o desenvolvimento, o ensino, a pesquisa e a extensão.

Anteriormente, a Fundação não tinha o credenciamento do Ministério da Educação para dar apoio direto aos projetos de pesquisa e extensão do IFSULDEMINAS; os recursos eram destinados a outras fundações de apoio. Mas agora, passa a atender toda a rede do IFSULDEMINAS que inclui os câmpus de Machado, Muzambinho, Inconfidentes, Passos, Pouso Alegre e Poços de Caldas, e atenderá também outras instituições.

A partir desse credenciamento, será possível oferecer mais suporte ao IFSULDEMINAS e a outras instituições nos projetos de pesquisa, ensino e extensão. A Fundação criará condições propícias para as instituições apoiadas estabelecerem com o ambiente externo os projetos de seu interesse. Além disso, poderá conceder bolsas de ensino, pesquisa e estímulo à inovação, celebrar contratos ou convênios para o desenvolvimento científico e tecnológico.

DSCF3705Para o Diretor-Presidente da Fadema, Luciano Alves, esse credenciamento proporcionará uma melhoria significativa para o IFSULDEMINAS e para toda comunidade. “Esta portaria do Ministério da Educação é resultado do trabalho de anos, de muito esforço por parte dos funcionários, diretores e conselheiros da FADEMA, sempre com o apoio do IFSULDEMINAS, por meio do Diretor-Geral do Câmpus Machado, Professor Walner José Mendes, e do Reitor, Professor Sérgio Pedini. O credenciamento junto ao MEC dará suporte a projetos de pesquisa, ensino e extensão e de desenvolvimento institucional, científico e tecnológico de interesse de nossa Instituição. Podemos dizer que esta conquista é de toda a comunidade do Instituto Federal do Sul de Minas, traduzindo em uma nova fase, proporcionando um novo modelo de gestão, essencial à instituição apoiada,” disse.

O Diretor-Geral do Câmpus Machado, Professor Walner José Mendes, acredita que esse reconhecimento da Fadema pelo MEC “é uma grande conquista para o IFSULDEMINAS como um todo”. Walner explica que, agora, os projetos de pesquisa e extensão do Instituto vão poder contar com mais agilidade na aquisição de equipamentos e materiais de consumo. Outro ganho apontado pelo Diretor-Geral é a possibilidade dada à Fadema de ampliar os trabalhos de inclusão social já desenvolvidos pela Fundação em todo o estado de Minas Gerais.

Como funcionam as Fundações

As Fundações de Apoio são instituições criadas com a finalidade de dar apoio a projetos de pesquisa, ensino, extensão e de desenvolvimento institucional, científico e tecnológico, de interesse das instituições federais de ensino superior (IFES) e também das instituições de pesquisa.

Devem ser constituídas na forma de fundações de direito privado, sem fins lucrativos. São regidas pelo Código Civil Brasileiro. Sujeitam-se, portanto, à fiscalização do Ministério Público, nos termos do Código Civil e do Código de Processo Civil, à legislação trabalhista e, em especial, ao prévio registro e credenciamento nos Ministérios da Educação e do Ministério da Ciência e Tecnologia, renovável bienalmente.

Texto: Jéssica Caixeta
Revisão: Daniel Aroni
Ascom/IFSULDEMINAS - Campus Machado

Subcategorias